Bergamaschi - Advogados Associados

Ugeirm solicita intervenção do Ministério Público na crise da Segurança Pública

15/07/2016

Realizada na manhã desta quinta-feira,14, a reunião entre Ugeirm Sindicato e MP contou com a presença do vice-presidente, Fábio Castro, dos diretores Pablo de Souza Mesquita e Cládio Abel Wohlfahrt, representando a Ugeirm, da advogada Paula Bergamaschi, do Escritório Bergamaschi Advogados Associados, e do sub-Procurador Geral de Justiça do RS, Fabiano Dallazen.

Conforme a advogada Paula Bergamaschi, as medidas anunciadas pelo governo para sanar a grave crise da Segurança se tornam insuficientes, já que a reposição de policias civis anunciada sequer repõe o número de aposentados nos últimos dois anos. "O número de Policiais Civis tem diminuído gradativamente, enquanto a criminalidade e a violência crescem", expôs. Assim, o Sindicato propõe que a formação dos aprovados no último concurso se dê de forma unitária minimizando, ainda que timidamente os efeitos da crônica falta de efetivo da PC gaúcha.

Assim, foi solicitada ao MP a cobrança, junto ao Governo de Estado, de soluções efetivas para a falta de segurança vivida pela população. "A gente se recente da falta de políticas de segurança pública. Esperamos, com o auxílio do Ministério Público, poder construir um programa de Segurança Pública para o Estado do Rio Grande do Sul", salienta o vice-presidente, Fábio Castro.

O Sub-Procurador noticiou a intenção do MP de encaminhar a formação de uma Promotoria de Segurança Pública para tratar, especificamente, destes assuntos no Ministério Público. "É preciso que se tenha uma ideia do todo para que sejam realizadas ações realmente efetivas, neste contexto", arguiu. Contudo, segundo Dallazen, o pedido da Ugeirm será analisado e encaminhado internamente, da melhor forma possível.